Strartup Portugal “faz todo o sentido” na Região de Coimbra

CEDIJULH016

O programa Strartup Portugal, em que o Governo aposta para promover o empreendedorismo no país, identifica-se plenamente com um dos grandes objetivos da CIM Região de Coimbra: “captar mais investimento com a mais valia da inovação”, afirmou o Presidente da CIM RC, Dr. João Ataíde, na apresentação do referido programa aos membros do Conselho Estratégico para o Desenvolvimento da Região de Coimbra.

“Faz todo o sentido na região de Coimbra, aproveitando o conhecimento produzido na Universidade pública e nas diversas escolas superiores”, sublinhou.

Os conselheiros conheceram as potencialidades do programa Strartup Portugal através da intervenção de Celso Guedes de Carvalho, CEO da Portugal Ventures.

Com programação a quatro anos, o Startup Portugal desenvolve-se em três grandes áreas – a do ecossistema (identificando e suprindo lacunas), a do financiamento e a da internacionalização –, precisamente com o objetivo prioritário de contribuir para aumentar a competitividade internacional do país na inovação e na captação de “capitais de risco.

Segundo Celso Guedes de Carvalho é intenção concretizar práticas como a partilha de recursos físicos, a profissionalização de equipas e a facilitação de contactos.

A criação de uma Rede Nacional de Incubadoras, de uma Rede Nacional de Fablabs e Makers, de uma Zona Livre Tecnológica e de um programa Simplex para Startups integra o programa. No capítulo do financiamento, destaca-se o Programa Semente (benefícios fiscais) previsto no OE para 2017.

O Web Summit a decorrer em Lisboa, em novembro próximo, é uma das medidas no processo de internacionalização.

No decorrer da reunião do CEDI, da CIM RC, foi, também, apresentado o programa de apoio +Património, +Turismo que tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento de atividades turísticas associadas à valorização do património cultural e natural do País.