Secretário de Estado das Infraestruturas reuniu com o CI da CIM RC

01 REUNIAO CIM RC COM SEC ESTADO INFRAESTRUTURAS

Os 19 Municípios da CIM Região de Coimbra estão solidários com a necessidade de uma solução para o sistema de Mobilidade do Mondego, modernização da Linha da Beira Alta e reativação do Ramal Figueira da Foz/Pampilhosa, tendo ainda como prioridades a conclusão do IC6 (ligação de Tábua a Oliveira do Hospital), a requalificação do IP3 e a retificação e alargamento da EN 344, na Pampilhosa da Serra.

Esta posição foi manifestada, hoje, pelo Conselho Intermunicipal, durante a reunião, em Coimbra, com o Secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins, que, na ocasião, ficou a conhecer a disponibilidade da CIM RC para a apresentação de uma proposta para as chamadas ligações de “last mile” (última milha) entre vias e áreas de acolhimento empresarial.

O membro do Governo apresentou uma proposta para o sistema de Mobilidade do Mondego que mereceu reservas por parte dos autarcas que não se mostraram convencidos com o teor da solução apresentada e exigiram uma solução exequível num curto espaço de tempo.

Na reunião com o governante os presidentes que integram a maior Comunidade Intermunicipal do País sublinharam a importância e necessidade da ligação Coimbra – Viseu tendo questionado o Secretário de Estado sobre a real situação dos projetos existentes e exequibilidade das obras. Guilherme W. d’Oliveira Martins mostrou-se sensível à necessidade de intervenção na ligação Coimbra – Viseu.

A modernização da Linha da Beira Alta é outra das prioridades, de modo a reforçar a ligação ferroviária do Norte e Centro de Portugal com a Europa, viabilizando um transporte ferroviário de mercadorias eficiente, que potencie o aumento da competitividade económica nacional.

A reativação do Ramal da Beira Alta, que liga atualmente Pampilhosa do Botão (Mealhada) a Vilar Formoso e que tinha, até 2009, continuidade desde a Pampilhosa até à Figueira da Foz, é outro dos projetos que o CI deseja ver concretizados, de forma a alavancar a competitividade do Porto da Figueira da Foz.

Foi, também, reforçada, pelo CI, a importância fulcral da conclusão do IC6 entre os Municípios de Tábua e de Oliveira do Hospital, um troço com cerca de 10 km de extensão e que permitirá uma ligação mais eficiente do município oliveirense à rede viária nacional e, numa fase posterior, a ligação até à Covilhã, permitindo desta forma resolver a ligação entre esta cidade e o litoral e reforçar a centralidade da região de Coimbra.

O Secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins, tomou boa nota das preocupações manifestadas pelos autarcas e deixou a garantia do Governo de, no quadro das restrições orçamentais do país, que de todos são conhecidas, incentivar e apoiar o desenvolvimento de infraestruturas de proximidade para as populações e que se enquadrem numa política de apoio ao relançamento da economia.

REUNIAO CIM RC COM SEC ESTADO INFRAESTRUTURAS