Balanço Operação Ignição Zero – GNR Detetou 2710 infrações

ignicaozero04

A Guarda Nacional Republicana detetou 2710 infrações na operação de fiscalização e sensibilização “Ignição Zero”, desenvolvida, em abril, junto dos proprietários dos 17 concelhos do distrito de Coimbra, com o objetivo de alertar para a importância de manterem as florestas limpas, particularmente junto das habitações e caminhos que lhes dão acesso.

Os concelhos de Mortágua e Mealhada, que integram a CIM Região de Coimbra, foram fiscalizados pelos pelotões da GNR sediados em Viseu e Aveiro, respetivamente, e dentro da mesma matriz da operação realizada no distrito de Coimbra.

Durante 13 dias, os 389 militares envolvidos na operação percorreram 39 960 km (155 freguesias), numa área com 397 373 ha e que em termos populacionais representa 429 709 habitantes.

Nas 963 900 ações de fiscalização realizadas por 179 patrulhas, foram detetadas 2 710 infrações e 152 situações de âmbito policial (resíduos, veículos abandonados, pneus, queima de resíduos, etc).

A operação de fiscalização Ignição Zero pretendeu, acima de tudo, alertar as pessoas para a necessidade de gestão do combustível existente na floresta, pelo que não foram elaborados autos de contraordenação na primeira fiscalização.

Realizada desde 2013, no distrito de Leiria, a Operação Ignição Zero contribuiu para a redução em 94% das ignições e para a diminuição da área ardida em 77%, resultados que a GNR deseja alcançar com a continuidade das ações no território da Região de Coimbra.

Os militares da GNR contaram com a cooperação dos Municípios, da CIM Região de Coimbra, e das corporações de bombeiros, num ação fiscalizadora que incidiu sobretudo nas zonas de interface entre espaços rurais e espaços urbanos, tendo como objetivo a redução do número de incêndios nestas zonas do território, tendo a proteção de pessoas e bens como objetivo.