Bombeiros Voluntários de Cantanhede recebem equipamento no aniversário

A Comemorar 112 anos de existência, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede recebeu domingo, dia 24 de agosto, de 2014, os Equipamentos de Proteção Individual resultantes dos procedimentos concursais desenvolvidos no âmbito do Programa Operacional de Valorização do Território.

Após a assinatura do protocolo entre os Bombeiros Voluntários de Cantanhede e a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra foram entregues pelo Presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, João Moura, em nome da CIM-Região de Coimbra, 51 fardas compostas por calça, dólmen, cogula e capacete. Dentro de algumas semanas serão entregues as restantes 51 botas e 51 luvas.

A aquisição dos equipamentos de última geração, produzidos com material ignífugo e que garantem uma maior proteção dos Soldados da Paz, resulta da candidatura apresentada pela CIM- Região de Coimbra, ao Programa Operacional Temático de Valorização do Território do QREN, em que cada Município suporta a comparticipação nacional referente ao respetivo Corpo de Bombeiros.

Adérito Ferreira Machado, presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, agradeceu os EPI entregues pela CIM RC, pois “o mais importante” para uma corporação de bombeiros são os homens e mulheres que tem ao seu serviço”. Segundo o dirigente, “de nada servem as viaturas ou até este magnifico quartel se não tivermos bombeiros bem equipados e satisfeitos no desempenho das respetivas funções”, defendendo Adérito Ferreira Machado que a distribuição de EPI faça parte, no futuro, de um calendário anual de reforço do equipamento à disposição dos Soldados da Paz, de Cantanhede.

João Moura, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, enalteceu a ação desenvolvida pelas várias gerações de homens e mulheres ao longo dos 112 anos de atividade dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, e corporizou nos elementos que integram o Quadro de Honra da instituição o exemplo de abnegação e amor ao próximo.

O apoio da Autarquia e da CIM RC, acrescentou João Moura, terá sempre em conta o trabalho meritório desenvolvido pelos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, pelo que os EPI ontem entregues refletem essa estratégia e são um ato da mais elementar justiça.