CIM Região de Coimbra presente na FIT 2014

O espaço da Região de Coimbra não passou despercebido aos cerca de 20 mil visitantes da 1.ª edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT), realizada entre quinta-feira e domingo na cidade da Guarda.

Nos quatro dias de duração do certame, além de dar a conhecer a nova entidade, a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM RC) promoveu junto dos visitantes portugueses e de um razoável número de espanhóis, as potencialidades dos 19 Municípios. Os municípios do Litoral entram regularmente nos planos de férias dos turistas do país vizinho, assumindo-se a Figueira da Foz, segundo os espanhóis, como um destino “muito em conta”, pretendendo a CIM RC criar condições para que esse mercado se estenda a todo o território.

Com 100 empresas e instituições ligadas ao setor turístico, a FIT 2014 foi ainda “ponto de encontro” para os conimbricenses residentes na região da Guarda e principalmente para muitos antigos estudantes da Universidade de Coimbra, que saudaram a classificação de Património Mundial e, no espaço da CIM RC, provaram dois dos sabores “que levaram para a vida”, o Mel da Lousã e o Licor Beirão. A frase mais ouvida é eloquente: “Coimbra fica, para sempre, no coração!”.

O Presidente da CIM RC, Dr. João Ataíde, marcou presença no dia da inauguração da FIT 2014, presidida pelo Ministro da Economia, António Pires de Lima.

João Ataíde enquadrou a participação da CIM RC, no evento que decorreu no recinto do parque urbano do rio Diz, também conhecido por parque Polis, na estratégia de afirmação da nova entidade, no plano regional e nacional, salientando, entre os objetivos, o estreitar relações com o Município da Guarda e a promoção da Região de Coimbra no território da raia espanhola.

A FIT 2014 contou com a presença de representantes de agências de viagens, hotéis, associações de municípios, termas, empresas de turismo aventura, associações empresariais e a Diputacion de Salamanca (Espanha), entre outros.

O certame foi organizado pela autarquia da Guarda com o objetivo de divulgar os produtos endógenos e de promover a troca de experiências entre portugueses e espanhóis.